"Sê dono da tua vontade e escravo da tua consciência." Aristóteles
24.11.09

Este caminho será feito, com orgulho, em conjunto com uma equipa de autarcas renovada, competente e comprometida com o seu mandato. E não será um caminho fácil. Sabemos que, no passado, nem tudo, ou muito pouco, foi feito neste capitulo. É por isso necessário estugar a passada com desassombro e ambição.

 

O caminho da promoção dos nossos autarcas passa pela capacidade amparar a sua intervenção, e de instituir rotinas de acompanhamento e reporte do trabalho realizado nos diferentes orgãos autárquicos onde o CDS tem representação.  No campo do apoio doutrinário, jurídico e político necessários à intervenção dos autarcas haverá porventura pouco a inventar. Ao longo dos anos, o CDS tem produzido uma vasta documentação de suporte. Trata-se pois de emprestar eficácia à sua distribuição e divulgação, de saber recorrer aos inúmeros exemplos de experiência autárquica de que o partido felizmente dispõe, e organizar sessões de partilha e formação.

 

Iremos instituir rotinas de acompanhamento dos orgãos autárquicos da cidade e do trabalho dos representantes do CDS em cada um desses orgãos:


- A decisão que tomámos de compôr a Comissão Politica Concelhia com tantos membros quantas as Freguesias que compõe o nosso Concelho não é, a este respeito, inocente. Cada membro da equipa assumirá a responsabilidade pelo acompanhamento de uma das fregusias da Cidade, reportando mensalmente à Concelhia todos os desenvolvimentos dignos de nota, e incentivando/colaborando com os nossos autarcas a divulgação da mensagem do CDS junto dos eleitores, associações e outras instituições de relevante alcance eleitoral.


- A posição de destaque e liderança que a intervenção do CDS na Assembleia Municipal do Porto tem merecido deve ser reforçada. A Concelhia do Partido, através do seu presidente, irá promover uma coordenação permanente da agenda com a liderança da bancada CDS na Assembleia Municipal.


- É essencial saber aproveitar a disponibilidade e o empenho dos nossos Vereadores. A Concelhia deverá promover encontros trimestrais com os vereadores do CDS e contribuir para a instituição de uma cultura de acompanhamento da agenda camarária que, observando a reserva a que um leal parceiro de coligação voluntáriamente se obriga, permita ao partido apreciar e discutir com a serenidade e antecipação necessárias, as matérias mais sensiveis no governo da Cidade.

 

Promover os nossos autarcas é também perceber que estes são o “braço-armado” da politica pensada para a Cidade pelo orgão politico do partido no Porto: a sua Comissão Politica Concelhia. Nesse sentido, não deixaremos de lhes fazer chegar propostas de acções e indicações de tomada de posição relativas aos temas que o partido for aprofundando em diferentes foruns, e às questões de estratégia definidas, de acordo com a sua competência, pela Comissão Politica Concelhia.

 

Estes são alguns dos passos que, em ritmo de marcha, pretendemos dar no caminho da promoção dos nossos autarcas.
 

Miguel Barbosa

link do postPor cdsportodefuturo, às 02:16  comentar

ELEIÇÕES NO CDS DO PORTO

Dia 26 de Novembro, das 18h às 22h, na Rua Ricardo Severo

COMISSÃO POLÍTICA

Miguel Barbosa

Gonçalo Lobo Xavier
Afonso Cabral
André Rocha Pinho
Mafalda Botelho Gomes

Luis Lencastre

António Folhadela
Miguel Dias
Camil Laljee

Gonçalo Magalhães

Verónica Veiga de Faria
Joaquim Ramalho

Maria Lacerda
Pedro Soares Pinto
Tiago Freitas

MESA DO PLENÁRIO CONCELHIO
Carlos Furtado
João Moreira Porto
José Mexia

 

ASSEMBLEIA DISTRITAL
Filipa Correia Pinto
Gonçalo Lobo Xavier

João Castro Pinheiro
André Rocha Pinho
Afonso Cabral
Luis Lencastre
Verónica Veiga de Faria
António Folhadela

Camil Laljee
Pedro Soares Pinto

 

MANDATÁRIO

Manuel Queiró

CARTA DE PRINCÍPIOS

links
Novembro 2009
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
20
21

25
26
27
28

29
30